Acervo Literário

Release

Em algum lugar do espaço existe um mundo vítreo-plástico-papelar. Que mundo seria aquele? Que lugar seria aquele? Que tempo seria aquele? Seria o mundo que ficava dentro do lugar que ficava dentro do tempo? Bem, seria o mundo e o lugar do tempo chamado Telúrpia X653, pátria natal dos telurpianos X653: seres esdrúxulos complicados que mediam cerca de 0,5 cm de altura, tinham a pele dourada da cabeça aos pés. E que cabeça e que pés! Totalmente bizarros eles eram carecas, tinham asas no lugar das orelhas, dois chifres cravados na testa, grandes olhos espelhados, um botão no lugar do nariz e um zíper no lugar da boca. Um dia, três jovens telurpianos, Telurpupy X653, Telurzupy X653 e Telurtrupy X653, cansados da rotina antiquada e rígida de Telúrpia, começaram a se questionar sobre o ano em que estavam e descobriram que era 1967. Então, através da tela de seu relógios-TV, eles viram a agitação dos jovens terráqueos que andavam pelas ruas, livres, como se fossem filhos da flor. Com vontade de experimentar coisas novas, os três jovens decidiram visitar o planeta Terra em plena época de Monterey Pop Festival. Para isso, eles precisam roubar as “Autorizações Telurpianas” que lhes conferem a liberdade de sair de Telúrpia X653. Chegando à Terra eles provam todas as sensações que os jovens humanos experimentam durante os shows: comem hambúrgueres e batatas fritas, bebem Coca-Cola, aspiram a fumaça dos cigarros de maconha; porém, quando voltam a sua pátria, são julgados severamente por burlarem os Telurpo-Códigos Morais Respeitáveis de Telúrpia X653. Após serem humilhados por toda população telurpiana, após serem taxados de telurpo-ladrões, após serem presos, enfim são absolvidos e passam a ser vistos como heróis por trazerem mudanças e progresso à Telúrpia X653.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 198

Gênero: Ficção Cientifica

Editora: Editora Drago

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2020

ISBN: 978-85-9596-000-0

Idioma: Português

Release

Doze seres confeitados rodam no olhar psicotrópico do Mago Tweentween, durante o sonho do seu Eu louco abstrato fabuloso: Ukby tem cabelos de chiclete mascado, Dowdow diz “oi”, Tchbytch é transparente, Delpersing cospe flores, Babyba usa asas, Seeteesee toca tabla, Affresh grita “sim”, Zoxrain tem língua blue, Jayday curte Peter Sallers, Pappymiss fuma erva, Mykyky transa livre, Kandafanda é lilás. Esses seres são fadas que moram num lugar mágico chamado Fadastafadasbumplel. De repente, porém, elas descobrem que uma das Droslínferas, flores de luz de 1427 pétalas que jamais apagam, está querendo enguiçar e precisa rapidamente que troquem a sua lâmpada. Então se desenrola uma alucinante aventura onde as 12 fadas, voando dentro de um aviãozinho supersônico feito de papel de bombom, passam pelos Centas Àlatus, mitológicos centauros com asas e cabelos arco-irisados... pelos Recortados Celofânicos, milhares de homenzinhos nus feitos de papel celofane.. pela Tesoura Maga KKK, do Gigante Kykyky, que não para de recortar... pelo Rio de Pão fofíssimo cercado pelos Ratutus Aniladus... por Lálálá ou o “Príncipe da Próxima Música” que acha que os momentos devem ser passados cantando até ser avistada a Música Seguinte que está bem próxima ao Labirinto dos Pirulitos que fica em frente ao Túnel Rosado Cru... pelo Pés Alaranjados que pisam aqui e acolá... pelo Túnel Rosado Cru... pelos Copos Girantes Gigantes da Certeza, que sempre perguntam se tem-se certeza do que se estava fazendo... pela Corda da Guitarra de Bife... até caírem no vazio sem cor da paz, do amor, da liberdade, do sexo, das drogas, do rock’n roll, onde deuses psicodélicos estão sentados em balanços de ar. Quando, enfim, elas conseguem trocar a lâmpada da flor enguiçada, toda harmonia volta a Fadastafadasbumplel.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 116

Gênero: Fantasia

Editora: Editora Drago

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2019 

ISBN: 978-85-9596-201-9

Idioma: Português

Release

A fábula é uma das formas de gênero literário. Ao longo dos tempos, os autores modernos foram desenvolvendo diversas modalidades de contá-la com o objetivo de reconstruir os mundos real, imaginário, psicológico e ficcional, além de transmitir uma lição de moral. A obra Fabulário JackMichel pode ser considerada como exemplar da expressão de sua época, de sua cultura. Isso porque a arte literária está relacionada com a leitura e análise de textos verbais e, por isso, é vista como sendo a arte construída pelas palavras. A leitura de O Tomate Velho E O Viçoso Pimentão provoca diferentes efeitos de sentido nos leitores e permite sair do mundo real e alcançar o mundo da fantasia. Já Furacão Em Terra De Ventos, Uma Goiaba Sobre A Cama, Regalos De Café Da Manhã, O Jantar Apimentado Dos Nobres tem o poder de modificar a realidade imediata dos leitores, bem como de fazê-los avaliar a própria vida e seus comportamentos. A leitura de narrativas como O Mais Valioso Alfinete, Floração, Por Onde Voa A Asa do Morcego, A Borboleta Sentada Na Beira Do Poço, Penhoar Sobre Biombo permite-nos entrar em contato com ideias de criação especial voltadas para fins determinados, o que nos dá uma visão ampliada e simbólica dos nossos próprios sonhos e, assim, podemos compreender melhor o passado, o presente e o futuro. Em síntese uma coleção de fábulas cuja finalidade precípua é a interpretação pessoal e coerente da vida, destinada às posições suscetíveis de valor íntimo, argumentação e aperfeiçoamento de cada um. Valet considerabam!

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 40

Gênero: Fantasia

Editora: Leia Livros

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2019 

ISBN: 978-65-80702-12-1

Idioma: Português

Release

Diferente das obras que a precederam, Lobistratusdilapirulobis mostra-se completamente contrária aos conceitos formais e rígidos da literatura clássica e aos conceitos do gênero narrativo. Para o orbe das belas-letras é possível um ror de textos atingir um alto nível de excelência apenas com o estímulo do estro poético, sendo necessário analisar os aspectos comportamentais e interdisciplinares envolvidos. Como dito alhures, a escrita nada mais é do que a forma que um autor interage com o ambiente do qual faz parte e é justamente disso que a arte ficcional trata. Portanto podemos considerar que os 18 contos que compõem este livro nos trouxe uma nova concepção e um novo enfoque acerca das teorias interpretativas, ampliando ainda mais os espaços da mente de pessoas. Contos como Harry Chá Derramado – Girafa De 25/Navio-Taxi Girando, Arnold Lane & Lane Arnold, Peppertone Rei Rato De Papel Plastificado, Em Naphupur auxiliam ainda no endosso das posições normativas e prescritivas dos critérios estéticos, inserindo a expressão das técnicas do talento e apresentando a influência do fator humano e de seu comportamento em relação à imaginação. Vale ressaltar ainda que o surgimento das ideias e conclusões provenientes da psicologia organizacional e dos estudos comportamentais de Dr. Parabéns Aniversário, Orelhas De Borboleta + Asas De Maçã e Cápsula 313: Bizet Com Chocolate são de extrema importância para que a autora passe a ser interpretada como um ser motivacional, psíquico e dotado de necessidades, ou seja, passivo de aprender, desenvolver e transformar suas atitudes. Bem haja!

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 99

Gênero: Conto

Editora: Illuminare

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2019 

ISBN: 978-85-85005-46-7 

Idioma: Português

Release

No próspero e feliz principado de Milharal tudo é harmonioso. A imensa população de milhos vive despreocupadamente pois teve a boa sorte de possuir um governante magnânimo, o príncipe Milho Emiliano. O soberano mora no rico Palácio de Fubá e possui dois fiéis conselheiros: Milano e Mileto. São eles que decidem sobre o rumo da vida palaciana e, também, sobre o destino de seu príncipe. E foi pensando na felicidade do príncipe que eles decidiram que Milho precisa se casar o mais depressa possível. Após tomar conhecimento da decisão de seus conselheiros, o príncipe resolveu aceitar a proposta, contando que as pretendentes fossem submetidas a uma prova. A notícia de que o príncipe estava à procura de uma noiva se espalhou logo nos povoados vizinhos e logo chegaram as primeiras pretendentes. A representante do povoado de Milharada se chamava Milena e tinha cabelos lilases; já a representante de Milhafre, possuía cabelos na tonalidade rosa avermelhado: Milharina era o seu nome. A concorrente do povoado de Milheiro possuía cabelos amarelo-esverdeados: seu nome era Milhinha; a última concorrente a se apresentar foi Mila que possuía perfumados cabelos pretos: Milhagem era o povoado representado por ela. Quando chegou enfim chegou o momento da ‘prova real’ Milho experimentou o anel nas três primeiras; porém os resultados foram desanimadores; mas ainda restava uma pretendente e ele experimentou o anel no dedo de Mila, onde coube perfeitamente. O casamento real se realizou na manhã seguinte e o “anel espigado”, possuidor de rara beleza, pode brilhar na mão de sua afortunada dona; afinal de contas, as opalas e os brilhantes costumam brilhar bastante!

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 34

Gênero: Infantil

Editora: Leia Livros

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2018 

ISBN: 978-85-69579-18-2

Idioma: Português

Release

Papinha é uma lagarta dissímil das demais haja vista anotar seu dia a dia num diário, cujo é este livro. Ela embasou seu dileto caderno de anotações nos sete dias da semana e nos horários da manhã, tarde e noite. Da Segunda-Feira até o Domingo, vai preenchendo as páginas com todas as minudências de seu cotidiano de inseto da ordem Lepidoptera. No início da narrativa ela escreve, pela manhã: “Hoje é Segunda-feira. O meu dia preferido da semana”... de tarde: “Voltei para casa bastante satisfeita. Pois trazia a minha sacola carregadinha de folhas de feijão-verde”... e na noite: “Neste exato momento, estou sonolenta”. Na Terça-feira, ao levantar, registra: “Hoje é Terça-feira. Dia de muito trabalho. Por isso, eu resolvi fazer uma rápida faxina”. Já no meio da semana que corre a lagarta, logo de manhã, registra: “Hoje é Quarta-feira. Dia ideal da semana para fazer visitas”... pela tarde, continua tomando nota dos eventos daquele dia: “Acabo de voltar, feliz da vida, da casa de Azedinha”... e, também, à noite: “Estou neste momento em minha cama esperando o sono chegar”. Na Quinta-feira de tarde, revela, satisfeita: “Neste instante, o meu bolo já está assando no forno”... e, à noite, arremata: “Comi cada bocado do meu bolo”. No dia que se seguiu, então pela tarde, lembra que: “Já são 6hs da tarde. E eu continuo paralisada, somente respirando”. Sábado, de noite: “Felizmente, a dor de cabeça foi embora. E eu estou livre para jantar e repousar”. E no Domingo, termina por nos dar uma bela lição de vida: “Finalmente descobri que, a verdadeira felicidade, é aquela que encontramos em nosso dia a dia”.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 20

Gênero: Infantil

Editora: Leia Livros

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2018 

ISBN: 978-85-69579-14-4 

Idioma: Português

Release

Um cara é atropelado por um caminhão e fica jogado dias á beira de uma estrada, pedindo ajuda a qualquer um. Como não aparecesse sequer viva alma para lhe oferecer auxílio, ele grita com toda a força dos seus pulmões: “Ei, louco anjo de fumaça! Pare aí o teu carro e me dê uma carona até o Mundo do Incenso Colorido, onde sorrir é preciso e a juventude se dá bem! Pois lá, não se pagam impostos... lá, não existem conflitos... lá, não se ferem os ouvidos com as bombas do Vietnã! Pois tudo lá é brilhante (oh, anjo) e a magia se sobrepõe à razão, nos dedos plenos da ‘erva’ que estão na tua mão!”. No exato instante em que foi proferida esta prece psicodélica, surge ante ele 1 anjo MacDermot todo feito da mais rarefeita fumaça cor de cinza clara, que diz: “Ok. Vamos girar entre as flores vítreas do plástico jardim das árvores de aço!”. Então, este anjo o leva para um lisérgico lugar chamado Mundo do Incenso Colorido. Neste paraíso artificial, ele passa a viver e a ser feliz: o anjo de fumaça cuida de suas feridas com desvelo de médico amigo e ele volta a andar. Logo, o cara acidentado deslumbra-se com as flores de vidro, as árvores de aço, a grama plástica e o brilho purpurinado do incenso furta-cor que paira por toda a atmosfera... visita a ermida erguida em honra de Nossa Senhora da Psicodelia e conhece todos os cinco níveis que compõem este jardim: o 1º (mais claro e espaçoso), o 2º (onde há a ermida), o 3º (o mais exuberante de todos), o 4º (onde o incenso é mais denso) e o 5º (onde fica o estranho Cemitério do Tempo). Certo dia, porém, o anjo revela-lhe a história de sua vida contada na ordem cronológica dos fatos que constituem a década de 60. E após descobrir a verdadeira identidade desse anjo, o cara perde tudo o que conseguira ganhar.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 334

Gênero: Drama

Editora: Drago

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2016

ISBN: 978-85-69030-53-9

Idioma: Português

Release

Não é necessário ir muito longe ou perscrutar a fundo os andurriais das opiniões expendidas pelo sentido particular das pessoas em maioria, para descobrir o que foram os 60’s; pois rigoristas insossos, enleados na dissimetria de suas mais sutis inclinações, são peremptórios e taxativos em repetir o axiomático refrão: sexo, drogas e rock’roll. Mas a geração Baby Boomer que viveu esta época que revolucionou o século XX com sua moda, jargão, estereótipos e cores acusa muito mais que isso: festivais de música, protestos vigentes pelas guerras da ordem geral, ideário do psicodelismo saído pela boca sem preconceito da liberdade e, sobretudo a ruptura no modo de pensar com o advento do Flower Power ligado a cultura underground e a ideologia hippie da não violência, haja vista criar um mundo para a juventude onde o lema maior era “paz e amor”. Neste contexto, Sixties traz 65 poemas como 7438 O Copo De Leite De Bruce Brown, FlakerBakerWaterloo, Sábado Interestelar Sorvete De Morango, Abraços Bolha De Sabão, Disque Sam Maconha Blá-Blá-Blá, Quem É Jack Ship?, Na Rua Da Calça Jeans, Seja Como Os Mágicos Olhos Da Papoula!, A Tarde É Azul, Ecos Da Swinging London, cujos tem por meta retratar os bastidores destes anos deitando-os num divã de terapia para tratar suas anomalias patogênicas e íntimas, pois para compreender a psicologia de algo não basta ouvir suas palavras, é preciso entender seu pensamento

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 95

Gênero: Poesia

Editora: Helvetia

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2017 

ISBN: 978-85-698529-32-2

Idioma: Português

Release

A presente obra tem por objetivo elaborar uma miscelânea de escritos artísticos fundamentais, mais além daqueles expressamente enumerados no catálogo formal de uma literatura. O livro é composto por sessenta poesias infantis, contendo ainda as obrigatórias dedicatória e citação. O poema Saci Cisá: “Êta ente endiabrado, danado como ele só! Negrinho pula aqui... pula acolá... De carapuça na cabeça, lembra a Mula sem Cabeça Ou, quem sabe, o Boi Tatá!” trata de explorar o imaginário do folclore brasileiro, para o fim de apresentar uma noção plausível de cultura popular em sentido material e, em consequência, de cultura popular não imaginada. No poema Reinol Bolacha: “Reinado de bolacha, Nascido em meio à massa... Metade açúcar? Pedaços de fruta? Não! Araruta!” nota-se que o sentimento estético através da palavra é uma questão de interpretação e aplicação da própria invenção. O poema Conto de Baile: “Um... dois... um... dois... passos de baile. Era? Talvez, num conto de alguma Era!” é reservado para  o exame da justificação dos fundamentos da arte na teoria do faz de conta, defendendo a beleza natural da estesia. No poema Aniverbolorefri: “Chupe hoje seus dedos... Diga “Aá, Eê”! Você é o melhor livro que existe... A melhor pessoa que se lê!” a ilusão da alegria é mostrada como um truque competente para resolver o problema das diferentes formas de emoções sentidas e demonstradas, bem como o objeto do encanto na magia. O poema Duque Porcelânio: “A quem será que o Duque ama? Serei eu a insigne dama? Mas não há resposta... só flama...” busca os critérios de reconhecimento do sublime de acordo com o traço lírico do século XIX, afirmando que ele pode ser tomado como moderno ou contemporâneo decorrente da fantasia e das quimeras intocáveis. No mais, reticências.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 53

Gênero: Poesia

Editora: Illuminare

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 

ISBN: 978-85-68904-64-0

Idioma: Português

Release

Londres da década de 60. Na Pensão Blue Direction reside Bunny Babb, um estudante da Universidade de Cambridge. Ele adorava ovos; para ele um ovo merecia ser tratado com atenção, cuidado, dedicação... pois, lá dentro daquela frágil casca, havia vida na sutil albumina chamada “clara” e na rica parte central amarela chamada “gema”. Assim, ele observava-os, estudava-os, analisava-os horas inteiras, como se todo o universo estivesse concentrado ali naquela junção do óvulo com o espermatozoide. Mas ele não os adorava simplesmente por possuírem a forma elíptica, ovalada, oviforme, ovóide das coisas únicas incomuns que não tem rival no mundo, e sim, porque um dia ele deixara cair e quebrar um ovo na cozinha da casa de seus pais, em Winchester (Hampshire), e não esquecera mais aquele fato: ele ficara impressionado com o mar alaranjado de gema espalhada entre a transparência da clara e a casca branca quebrada em muitos pedaços. Ninguém sabia daquilo, nem mesmo seus seis amigos. Fora a rotina das aulas da universidade, tudo por ali foi mudando de tal forma que o véu cinza do mistério indecifrável foi pintando, devagar, aquele céu-arco-íris em céu-chumbo, dando a todas as coisas um toque trêmulo de delirium tremens. Então, Bunny Babb se vê cada vez mais envolvido numa trama de pesadelos onde ele encontra personagens estranhos como o Sr. Ovo Magnífico, os ovofrancidanêses, o B. B. Flor, seis dráculas, que vivem dentro de um Mundo-Jardim. Para resolver seu trauma de infância ele tem uma sessão de psicanálise com o Dr. Freud, num confortável divã da Consciência Cósmica da Flor e, enfim, consegue ter uma vida normal.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 98

Gênero: Drama

Editora: Drago

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2017

ISBN: 978-85-69030-72-0

Idioma: Português

Release

No um do um de nenhum existe o alto País do Isopor que sempre vai rumo ao nada, que é tudo. Dentro da deslumbrante Colina de Papel fica a Cidade de Papel que finalmente fica dentro do isolante-térmico País do isopor. Neste lugar mágico, certo dia, foram parar um imenso sorvete com cascalho de trigo e cremosa cabeça redonda de pizza de mozzarella lambuzada de menta e um descomunal torpedo de explosivo corpo alongado feito de atomatada massa de tomate temperado. Lá chegando encontram Clarenvaldo, o feliz feiticeiro feito de fitas finas de flexível papel, com seu cavalo de gelado e escuro corpo de Pepsi-Cola, salgada-estalada crina de batatas fritas e suculentos cascos de sanduíche recheados de queijo, presunto e maionese. Então, o feiticeiro os convida a fazer Viagens do Por Aí. Então, montados no louco cavalo Pepsi-Cola Cola-Pepsi, os três conhecem: o País do Isopor, todo leveza, com seu brilhoso céu incolor envernizado de isopor e solo transparente acolchoado de isopor com embolados sacos plásticos, onde ouvem as Falantes Vozes Faladas que nunca falavam nada, mas que sempre respondiam tudo o que lhes era perguntado... a Cidade de Papel que nada mais era do que um imenso campo com solo de papelão, onde cresciam os Papelins-Capins, pastavam os Cavalos-Gelatina e pingavam os Olhos de Cílios-Bar... a Colina de Papel que era tão alta e distante de tudo quanto se pudesse estar, onde flores, pássaros e besouros isoporados fugiam na forma de bolotas móveis de poliestireno e na qual viviam os Marcianos-Bichos-Miolos-Flores. Enquanto fazem as maravilhosas viagens montados no cavalo de Pepsi-Cola, o Sorvete e o Torpedo vão ensinando coisas sobre a Guerra do Vietnã a Clarenvaldo que, cada vez mais envolvido no contexto do conflito, passa a procurar uma fórmula anti-guerra que torne o mundo feliz.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 104

Gênero: Fantasia

Editora: Drago

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2016

ISBN: 978-85-69030-60-7

Idioma: Português

Release

Domingo sempre foi um dia especial para Tim, pois ele não tinha de ir à escola e nem de carregar inúmeras latas de conserva até o armazém de sua mal humorada mãe. Nesse dia da semana, Tim corria até o quintal de sua casa e lá despejava o seu imenso saco cheio dos mais diversos tipos de latas. Em meio ás latas o menininho era feliz, esquecendo-se das sovas que levava de sua malvada mãe. E lá bem no fundo daquela cabeça infantil, Tim esperava que algo de maravilhoso acontecesse e mudasse sua rotina tão comum. Toda vez que brincava com suas muitas latas enfileiradas, ele pensava em ir a um tal Mundo de Lata, lugar criado por ele mesmo, onde tudo e todos tinham o corpo, a cabeça, o coração de lata, e eram muito felizes. E assim, o pequenino deixava-se envolver pela fantasia e fechava os olhos dizendo: “Imagine só! Imagine só! Eu fui para o Mundo de Lata, de uma vez só!”. Certo domingo, algo magnífico realmente aconteceu! Quando Tim abriu seus olhos viu o reflexo prata do estranho uniforme de lata de três soldadinhos que se apressaram em mostrar-lhe tudo que existia no Mundo de Lata: flores, pássaros, árvores e até um gigantesco sol de lata que brilhava insistentemente. Porém, ele descobriu que ali nunca chovia, pois a chuva os enferrujaria. Então, o pequeno compreendeu toda a fragilidade que envolvia aquele lugar, sentiu saudade de sua mãe e resolveu voltar para casa. Quando voltou ele logo viu sua mãe que, correndo, veio abraçá-lo. Abraçando-a com carinho o pequeno Tim notou que estava arrependida e que sua vida agora seria feliz ali mesmo nos limites do quintal de sua casa, entre latas e mais latas que, quem sabe, qualquer dia desses o conduziriam novamente ao prateado Mundo de Lata!

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 24

Gênero:  Infantil

Editora: Helvetia

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2017 

ISBN: 978-85-69852-33-9

Idioma: Português

Release

J. Jack Jack é um jovem normal que leva uma vida convencional: mora com sua namorada numa casa com pássaros de louça dependurados nas paredes e gatos domésticos. A época é a colorida década de 60 com seus slogans de igualdade racial, da liberação das drogas, da contracultura, do sexo livre e do Flower Power. Aos 20 anos ele decide experimentar o ácido lisérgico e, como consequência, chega em LSD Lua, a lua de sua cabeça e vira o Astronauta dos Desregramentos. Neste lugar alucinógeno, cheio de multifacetadas sensações, ele se depara com personagens psicodélicos criados pelo poder de sua alucinação. Ali o jovem astronauta J. Jack Jack passa pela terrível experiência de uma bad trip, onde se vê metamorfoseado em animal grotesco, caçado por caçadores homicidas e morto. Passado o efeito da droga, ele percebe que está em sua casa e que o aparelho de televisão está ligado em alto volume. Apurando a vista nota que as imagens mostradas na TV são as enviadas ao vivo pelo módulo lunar da Apollo 11, que mostram quando Neil Armstrong estendeu seu pé esquerdo e imprimiu na Lua a primeira pegada humana e, em seguida, pronunciou a frase que passou à História: “É um passo pequeno para o homem, mas um salto gigantesco para a humanidade.”. Ao ouvir tais palavras que jogavam de vez o homem no futuro, o astronauta J. Jack Jack sorriu ao pensar que, enquanto ele voltava da LSD Lua de sua cabeça, os três astronautas da Apolo 11 chegavam de fato à Lua, satélite da Terra, e que tudo aquilo aconteceu no dia 20 de julho de 1969.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 176

Gênero: Drama

Editora: Drago

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2016

ISBN: 978-85-69030-30-0

Idioma: Português

Release

Na colorida época do Flower Power Satanás decide visitar o arco-íris psicodélico de Jesus Cristo e, lá chegando, o louro e jovem Jesus hippie, vestindo calça boca-de-sino e jaqueta jeans, conta a ele como faz para fazer o bem vencer o mal e o leva a conhecer os 7 círculos de seu arco-íris, que são 7 círculos de cores diferentes: no Círculo Violeta ele encontra Sharon Tate e Charles Manson, bem como as demais pessoas envolvidas no caso Tate... no Círculo Anil ele encontra Mao Tsé-Tung e os chineses massacrados durante a Revolução Cultural... no Círculo Azul ele encontra Heinrich Himmler e os prisioneiros mortos nos campos de concentração nazistas... no Círculo Verde ele encontra a Talidomida e algumas crianças deformadas pela pílula... no Círculo Amarelo ele encontra Jim Morrison e as entidades indígenas que o levaram a morte... no Círculo Alaranjado ele encontra Oscar Wilde e os responsáveis por sua tragédia particular... no Círculo Vermelho ele encontra Thomas Blanton e as vítimas do atentado de uma igreja batista em 15 de setembro de1963. Após constatar que o mal realmente não existe naquele paraíso, Satã vai e conta ao mundo que é tempo de Paz e Amor.

INFORMAÇÕES

Quantidade de Páginas: 112

Gênero: Ficção

Editora: Chiado

Nº de Edição: 1ª

Ano de Publicação: 2015

ISBN: 978-989-51-4420-4

Idioma: Português

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

© 2018 por Éon Desing

Website Oficial da JackMichel A Escritora 2 Em 1

para divulgar seus trabalhos voltados à Literatura Brasileira